Deck ‘Em e Escape from the Red Planet (Review)

A desenvolvedora Frosty Pop conta com vários games claramente feitos para aparelhos móveis, mas que funcionam relativamente bem em telas maiores. Um exemplo disso é o jogo Deck ‘Em, disponível para smartphones e tablets e que chega ao PC como uma alternativa bastante divertida a jogos de cartas, como Paciência, e o tower defense Escape from the Red Planet, um título maior, ainda que igualmente simples de se entender.

Deck ‘Em

Deck ‘Em é um jogo relativamente simples. Você fica responsável por um boxeador que tem 21 pontos de vida. Você e seu oponente recebem cartas relacionadas a ataques, defesas e recuperação de vida. O seu objetivo não é derrubar o seu oponente, algo que não é possível pois diversas cartas de boxeadores rivais são sacadas, mas sim sobreviver a 12 rounds.

O segredo do sucesso em Deck ‘Em está na forma como você bloqueia, em vez de apenas em como você ataca. O jogo é bastante rápido e não apresenta grandes variações de gameplay, mas é o tipo de título que você inicia, joga algumas partidas para passar o tempo e seguir com a vida.

Deck 'Em

Talvez por isso, ele seja muito mais indicado para smartphones (disponível para iOS) do que para PCs, mas ainda tem o seu valor se você está querendo de um passatempo rápido entre atividades no seu computador. É um joguinho extremamente simpático!

Escape from the Red Planet

Seguindo no caminho dos jogos simples, a Frosty Pop também conta com Escape from the Red Planet, game que dessa vez está disponível para PCs e que pode servir como “experiência compartilhada” com Deck ‘Em. Isso porque, assim como o jogo de cartas, o título de tower defense é baseado em fases curtas, permitindo que você jogue em momentos livres sem muitos problemas.

Em Escape from the Red Planet, você é um sobrevivente a um desastre em Marte e precisa enfrentar inimigos que avançam na sua direção. Para se defender, você precisa atirar neles com uma arma simples ou armazenar luz solar para construir turrets e barreiras para impedir que eles cheguem até você.

O jogo engana bastante nos primeiros estágios por parecer muito fácil, mas basta passar das fases de tutorial para começar a entender que o buraco é muito mais embaixo. Quando você começa a precisar construir metralhadoras, barreiras e ainda assumir posição de ataque para enfrentar inimigos, enquanto aguarda a recuperação de seus recursos, tudo fica bastante caótico e desafiador.

Graficamente, Escape from the Red Planet é bastante simples, escolhendo um estilo que permite que ele rode até mesmo em computadores com configurações mais simples.

Assim como o jogo de cartas da Frosty Pop, Escape from the Red Planet tem como um trunfo o fato de cada uma de suas fases duram poucos minutos, o que torna a experiência ideal para quando você tem um tempinho livre entre tarefas no PC.

Em resumo

Tanto Deck ‘Em quanto Escape from the Red Planet são jogos que não tentam mudar a vida de ninguém, mas focam em entregar uma experiência rápida, divertida e descompromissada. Apesar de ter um pezinho fincado no universo mobile, é possível notar que existe essa filosofia com outros títulos da Frosty Pop e não deixa de ser legal ver que existem empresas que ainda focam em apenas entregar um jogo divertido e correr pro abraço.

Gosta de cartinhas e porrada? Vai de Deck ‘Em. Gosta de tower defense simples, mas desafiador? Vai de Escape from the Red Planet. Gosta de passar tempo? Vai nos dois e corre pro abraço!